Dados de geração dos resíduos infectantes

09/04/2018 11:50

A UFSC é responsável pela gestão e gerenciamento dos resíduos infectantes produzidos em suas unidades, conforme Lei nº 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, seguindo a regulamentação técnica para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde da RDC 222/2018 da Anvisa.

Como parte do registro de resíduos infectantes destinados através do Contrato nº176/2014, apresentam-se as tabelas de geração (em kg) e gastos anuais da universidade para a destinação ambientalmente adequada dos resíduos infectantes. Os dados serão atualizados mensalmente.

Geração de resíduos e total pago em 2019

Geração de resíduos e total pago em 2018

Geração de resíduos e total pago em 2017

Geração de resíduos e total pago em 2016

Geração de resíduos e total pago em 2015

Geração de resíduos e total pago em 2014

 

Além dos registros de gastos acima apresentados, insere-se a Declaração de Movimentação de Resíduos (DMR), definida pela Portaria FATMA n° 324, de 11/12/2015. A DMR é um inventário da quantidade de resíduos gerados, transportados e destinados por geradores, transportadores e destinadores. A UFSC, sendo geradora, deve preparar e apresentar a DMR semestralmente. A partir do segundo semestre de 2016 iniciou-se esse procedimento na universidade. Para acessar as Declarações de Movimentação de Resíduos e Rejeitos (DMRs), clique aqui.